O camarada Rodrigo Pinto (que vem, junto com o parceiro Léo Lichote, fazendo o bacana MPB Player) pôs pra jogo o making of do CD Labiata, novo trabalho de Lenine. Curioso observar a forma que Rodrigo dá ao conceito de “urgência irresponsável” do álbum. Logo de cara, Lenine afirma ter composto todas as canções em apenas uma quinzena de março. “As músicas eram feitas de noite, eu levava de manhã para o Jr (Tostoi, produtor do disco), a gente descobria o beat, e gravava voz e violão, só demo pra ver a forma da canção, eu ia pra casa, fazia outra…”. Apesar de ter acompanhado o cantor por muito tempo, Rodrigo opta (aparentemente) por uma entrevista apenas para conduzir toda a narração. A leitura sobre a obra sai da boca do criador toda de uma vez, é a percepção dele em um momento: aquele. Tal qual as canções falam de um momento, uma “fotografia” do compositor, isso reaparece na narrativa. 

Não é propriamente um formato inovador, pelo contrário - é o mais visto por aí. Mas não fica gratuito justamente pela característica da obra que está sendo contada. Somada a belas imagens que não se bastam de acaso - muitas delas parecem ter sido realmente dirigidas - tem como resultado um belo vídeo promocional. Revelador, bonito, instigante e comercial, afinal este é o objetivo principal deste tipo de produto, que cada vez mais cresce de importância para os artistas e para a própria indústria musical.

 

*********************

No canal Lenineoficial do Youtube ainda há diversas pílulas sobre o processo do álbum, desde o início até o atual estágio de divulgação.